Logo do PicPay

PicPay lança corretora que permite comprar, vender e armazenar criptomoedas

Com a exchange, usuários poderão negociar Bitcoin, Ether e USDP, moeda digital lastreada em dólar emitida pela Paxos.

São Paulo, Brasil, 10 de agosto de 2022 - O PicPay, maior aplicativo de pagamentos do País, agora permite comprar, vender e armazenar criptomoedas, na sua primeira investida no mercado de cripto e Web3. A empresa lança hoje sua corretora de criptomoedas, que vai permitir negociações com Bitcoin e Ether, as duas maiores moedas digitais do mundo, e também USDP, uma stablecoin lastreada em dólar emitida pela Paxos.

Com a novidade, a empresa dá início à sua jornada com o objetivo de desmistificar as criptomoedas e trazê-las para o dia a dia das pessoas por meio de uma experiência simples, informativa e segura. 

“O PicPay é um dos players mais disruptivos em meios de pagamentos do Brasil e nosso objetivo é liderar a popularização do mercado de cripto, eliminando a complexidade que ainda é associada a ele e ampliando a informação sobre o tema, para que todo mundo possa se apropriar dessa tecnologia”, destaca Bruno Gregory, executivo responsável pela unidade de negócios de Cripto e Web3 do PicPay.

A corretora será disponibilizada gradualmente para os usuários do PicPay, que já soma mais de 30 milhões de clientes ativos. As negociações podem ser feitas a partir de R$ 1 e toda a experiência acontece dentro do aplicativo.

Além disso, o PicPay vai oferecer informações sobre o mercado de cripto durante a experiência de uso da corretora. O usuário poderá acessar cards com conteúdos educacionais que esclarecem dúvidas sobre o que são criptomoedas, como funciona a negociação, quais são os riscos envolvidos, entre outros pontos fundamentais para que o cliente possa tomar melhores decisões.

O produto é operado em parceria com a Paxos, empresa líder em infraestrutura de blockchain regulamentada que atuará como corretora e provedora de custódia. A Paxos é regulamentada pelo Departamento de Serviços Financeiros de Nova York e também é a emissora da USDP, stablecoin equivalente ao dólar americano que estará disponível no aplicativo.

“Estamos empolgados em fazer essa parceria com o PicPay para oferecer a milhões de brasileiros acesso aos mercados de criptomoedas e à USDP. O PicPay é conhecido por suas soluções inovadoras de pagamentos, garantindo que essa parceria facilitará para os brasileiros o uso de ativos digitais com segurança em suas vidas diárias”, afirma Mike Coscetta, Head of Revenue da Paxos.

Próximos passos

Ainda neste ano, o usuário poderá pagar e receber utilizando criptomoedas no app PicPay, além de fazer transferências com cripto.

Além da sua corretora de criptomoedas, o PicPay vai lançar a sua própria stablecoin também em 2022. A moeda digital será lastreada em real, com paridade de um para um, e permitirá que o PicPay seja utilizado como forma de pagamento no mundo todo, em qualquer lugar que aceite carteiras de cripto.

As iniciativas apostam no mercado cripto e Web3 como uma transformação que vai desbloquear novas oportunidades de negócio e casos de uso, especialmente em serviços financeiros e pagamentos. “É a próxima revolução deste mercado”, afirma Gregory.