Logo do PicPay

PicPay dá mais um passo para se firmar como Marketplace Financeiro com Crédito Pessoal

Com mais de 44 milhões de usuários cadastrados, PicPay funciona como um canal de distribuição de produtos e serviços financeiros

São Paulo, 24 de fevereiro de 2021- O PicPay agora passa a oferecer crédito pessoal na sua plataforma com o objetivo de se consolidar como um marketplace financeiro. O pontapé foi dado para uma base de 14 milhões de clientes elegíveis. A expectativa é integrar outros serviços e modalidades à prateleira do super app ao longo do ano.

“O usuário do PicPay tem uma alta demanda de produtos de crédito e enxergamos que eles são complementares ao nosso portfólio de serviços financeiros. Além de ser um produto importante para o negócio, a oferta está em linha com o momento do mercado de concessão em alta e de taxas mais atrativas”, diz Frederico Trevisan, head de Crédito e Cartões do PicPay. 

Com mais de 44 milhões de usuários cadastrados e sem o risco da operação, o PicPay funciona como um canal de distribuição para esses produtos e serviços financeiros. A interação dentro da plataforma e a alta capacidade de inteligência artificial do super app permite que a oferta do crédito pré-aprovado seja mais assertiva e aderente ao usuário, facilitando assim a conversão. Além disso, toda a gestão operacional é feita pelo próprio PicPay, otimizando e reduzindo custos das instituições que concedem o crédito. 

Se por um lado, a venda de empréstimos na plataforma agiliza a vida dos parceiros, do lado do tomador, ela encurta caminhos e facilita a utilização dos recursos. A partir do momento em que o cliente contrata e recebe o dinheiro na plataforma, ele já pode usá-lo para pagar boletos, realizar transferências, consumir e fazer render o que está parado na conta. Até o pagamento das parcelas pode ser feito no próprio app. 

“Quando o cliente consegue ter o cartão vinculado à carteira, consumir e ainda ter empréstimo em um lugar só, o PicPay se consolida como a principal wallet dele”, resume Trevisan.

Além da facilidade de ter um app “tudo em um”, à medida que outros players se integram à plataforma, a tendência é que gere uma competitividade natural que proporcione taxas mais baixas e condições melhores para os usuários do PicPay. Desse modo, a iniciativa também é um passo em direção ao Open Banking, que tem a promessa de ampliar e baratear a oferta de produtos financeiros para consumidores e empresas.

 
Como contratar - O primeiro passo para ter acesso ao crédito pessoal na plataforma é baixar o app do PicPay. Caso o cliente tenha uma oferta pré-aprovada, ele terá disponível o botão de crédito pessoal. Durante o lançamento, o produto terá uma carência de 90 dias para o pagamento da primeira parcela. A ação vale até o fim de fevereiro. As taxas variam de 1,99% a 7,99% ao mês e os prazos são de até 48 meses para quitação do empréstimo. Uma vez aprovado, o crédito é feito diretamente na conta do PicPay. 


Sobre o PicPay

Criado em 2012 por três empreendedores de Vitória (ES) que tinham como objetivo transformar a forma como as pessoas lidam com o dinheiro físico a partir do uso do celular, o PicPay foi a primeira empresa de tecnologia do país a oferecer o QR Code para pagamentos instantâneos - método que, hoje, se tornou um hábito entre milhões de pessoas e empresas. Atualmente, vem se consolidando como o super app com o maior número de usuários no Brasil, com mais de 44 milhões de clientes cadastrados.